sexta-feira, abril 06, 2007

Era uma vez...

A Associação Gato de Rua, vem por este meio, contar um caso verídico em forma de história:

"Era uma vez, uma pessoa que, no início da Associação Gato de Rua se ofereceu para ser FAT (Família de Acolhimento Temporário) nós agradecemos de imediato e, passado algum tempo apareceu uma gatinha de Ílhavo com três bébés. Recordam-se? Pois bem, essa FAT cuidou muito bem desta família e, até arranjou donos para os bébés que estão muito bem. A Associação Gato de Rua, pagou todas as despesas e, ficou muito grata à FAT. Mais tarde, esta FAT quis ser nossa sócia, pagou a quota, recebeu o recibo e, até levou canetas para nos vender (enviou-as para a Associação, via CTT, com o dinheiro das que vendeu mas, sem qualquer informação).
Algum tempo depois, apareceram dois bébés que estavam no Tribunal de Menores (ver no Blog "pequeninos procuram donos" de 16/02/2007), contactámos novamente esta FAT, que se prontificou novamente a ficar com os bébés, nas mesmas condições da anterior. No dia 19 de Fevereiro de 2007, recebemos o seguinte email:
"Olá Ines,
nao venho com boas noticias.. mas parece que temos um foco de PIF aqui.. ou seja os bebes nao podem ser dados... e vais ter de me tirar da lista de FAT's...
desculpa.. avisa a Dolores..
"
A Inês (membro da Associação Gato de Rua) imediatemente respondeu o seguinte:
"PIF????!!!Certeza?!!Cmo sabes? Foste ao Vet??? Q cena!!Já dei o recado à Dolores. Ela tentou ir a tua casa ontém mas não devias estar pois n atendeste a porta...Se conseguires, acho que lhe devias dar um toque para resolverem o caso e tratarem de contas de veterinário.... Tou triste... Mantém-me actualizada, ok?Inês"
A Dolores, voltou a contactar telefonicamente a FAT, até que ela, telefonou a dizer que estava tudo bem, para não se preocupar.
No dia 2 de Abril de 2007 é enviado o seguinte email à FAT:
"entre em contacto comigo com urgencia, já tenho telefonado varias vezes e não atende, já fui a sua casa e não atende. Quero ver os animais, se não conseguir tenho de tomar outras providencias.
ligue-me por favor
associação gato de rua
dolores margaride
"
No dia 3 de Abril de 2007, recebemos o seguinte email desta FAT:
"Venho por este meio comunicar, á Associação Gato de Rua, que não tenho qualquer gato que pertença. Em virtude de, após varios contactos meus, não obter qualquer tipo de resposta quanto as verbas dispendidas na alimentação, cuidados veterinarios, de dois gatos bebés, pensei logicamente que não teriam condições de os tratar e alimentar, pelo que procurei donos para eles. E não havendo lei nenhuma que diga que os gatos em referência vos pertencem, não vejo razão nenhuma para vos dizer onde eles se encontram (a lei é clara dizendo que: "proprietario do animal é quem o regista e tem documento que o prove e detentor e quem o cuida e alimenta". Ora como nem um caso nem outro a vossa situação,...). Mais informo que os ditos animais já foram entregues aos respectivos donos há cerca de um mês (alias não estão em Aveiro).Venho também informar que apartir desta data não quero ser considerada mais sócia dessa associação, nem contactada por qualquer sócio da mesma.
Os meus cumprimentos,
"
Assim acaba esta história."

Afinal, os dois gatos bébés sempre eram da Associação Gato de Rua, e esta, espera que estejam tão bem entregues quanto os outros bébés de Ílhavo. Essa é, a grande preocupação da Associação Gato de Rua!!!

A Associação Gato de Rua, lamenta a atitude feia desta FAT e, na impossibilidade de a contactar, dado que ela não quer qualquer contacto, sentiu-se obrigada a contar esta história para salvaguardar o BOM NOME da Associação e, das PESSOAS DE BEM que a dirigem e que, só pensam no bem-estar dos animais.

Associação Gato de Rua
Dolores Margaride

1 comentário:

isabel oliveira disse...

Encontra-se todos os dias pessoas como essa FAT, irresponsaveis, crueis e inconsequentes. Deste tipo de gente os animais nao precisam.